Porque é Melhor Adotar Gatos Sempre em Dupla



Você está pensando em adotar um gatinho? Que tal adotar dois gatinhos para receber amor em dose dupla?


A ideia de que os gatos são solitários é falsa, na verdade gatos são animais sociais. Quando são deixados sozinhos por muito tempo, podem ficar entediados e solitários, o que pode levar a maus comportamentos.


Se você quer adotar um gato de um abrigo ou gatos mais velhos, pode ser que o gatinho já formou um vínculo muito forte com um outro gato do abrigo ou ele pode estar ligado a um irmão. Nesses casos, seria muito cruel dividir o par, pois eles podem ficar profundamente deprimido.


Seria melhor sempre adotar gatinhos em par para que eles tenham um companheiro e se sintam mais seguros na nova casa.


Mesmo se você já tenha um gato, temos certeza que ele ficaria muito feliz em ter um companheiro, ou dois, ou três, para brincar.


A adoção de dois gatos traz muitos benefícios. Temos certeza de que depois de ler essa matéria você estará convencido de que gatos devem ser adotados em conjuntos.


A Transição para a Nova Vida é Mais Suave


Muitas vezes gatos resgatados ficam nervosos quando se mudam para novos ambientes com novas pessoas. Portanto, se o gato for adaptado junto com um amigo (adoção conjunta) ele terá alguém familiar.


Sugerimos, por exemplo, que você entre em contato com um abrigo de animais e pergunte se tem gatinhos que possuem uma ligação, que gostem muito um do outro e adote os dois.



Imagina só você ir para um lugar novo com o seu amigo ou irmão não é muito mais legal? Então para os gatinhos é a mesma coisa. Ao chegar na casa nova eles vão chegar mais confiantes, mais felizes e com muito menos medo.


Os gatinhos vão ter companhia para quando você sair. Você não vai ficar tão culpado de deixá-lo sozinho.


Lembrando que mesmo em dose dupla os bichanos precisam de atenção! Mas com certeza a adaptação será muito mais tranquila adotando em dose dupla.


O Gato Aprende Coisas Novas mais Rapidamente


Gatinhos aprendem bons comportamentos como usar a caixa de areia ou não morder os donos observando outros gatos. Sendo assim, se um dos gatinhos aprende um bom comportamentos é provável que o outro siga o exemplo muito mais rápido.


Gatinhos não só aprendem como usar a caixinha de areia ou comportamentos sociais observando outros gatos.


Eles também aprendem quais comidas podem comer e ficam curiosos observando outros gatos comerem ração que normalmente não comeriam. Isto é muito útil se um dos gatos for exigente.


Quando eu instalei uma portinha de passagem para Pets na porta do meu quarto para possibilitar a entrada e a saída durante a noite. Uma das minhas gatinhas aprendeu a usar essa portinha no mesmo dia. Já a outra demorou e ficou só observando a outra por um mês. Ela não entendia o que era ou como usar.


Depois de tanto observar hoje ela usa com frequência mas acho que sem a outra gatinha ensinando ela não teria aprendido.



Isso é apenas um exemplo. Para descobrir mais sobre como gatos aprendem um com o outro você vai ter que adotar dois gatinhos ;)


Companheiros para Brincadeira e Exercício


Os gatos possuem uma predisposição genética de ficar parado e dormir para poupar energia o que na natureza é essencial. O predador precisa ter energia acumulada para conseguir caçar a próxima presa.


Sabendo disso, fica claro que os gatos tendem a ficar mais paradinhos. Mas na vida doméstica isso não é tão saudável, pois pode causar obesidade.


Então é importante que o tutor do gatinho sempre esteja preparado para estimular o bichano a brincar e fazer um pouco de exercício.



Você já observou que gatos às vezes correm pela casa igual louco? Esses “surtos” normalmente demoram uns 5 minutos, podem ocorrer várias vezes por dia e são muito comuns em gatos domésticos.


Quando gatos não saem para passear e não precisam caçar, correr é uma maneira de canalizar energia.


Mas sabe o que seria um estímulo muito melhor para gastar essa energia? A companhia de um outro gatinho! Com isso eles vão sempre brincar, interagir e um vai correr atrás do outro. É uma solução muito boa para o sedentarismo de muitos gatinhos.


Então, gatos “irmãos” (relacionados ou não por sangue) podem se divertir e exercitar juntos. Isso ajudará a manter seus gatos em forma e saudáveis, o que pode ajudá-los a evitar a obesidade e outros problemas de saúde.


Evitar Problemas Comportamentais e Emocionais


Uma amiga minha tinha um gato solitário que apresentava alguns comportamentos curiosos, como muitos outros gatos.


Ele por exemplo não aceitava a caixa de areia suja, de jeito nenhum. Tinha que limpar na hora, logo depois de fazer xixi ou coco, todo dia, ou ele miava sem parar. “É assim. O gato é desse jeito é não tem o que fazer”, ela pensava.


Por coincidência resolveram adotar um outro gatinho mais novo e sabem o que aconteceu? O gatinho velho parou de se importar com a caixa de areia suja.


Ninguém sabe porque isso aconteceu mas agora ela limpa antes de ir trabalhar e quando volta do trabalho (humanos e gatos) ficam felizes.



Mas a adoção de gatos conjuntos não só pode resolver e evitar problemas comportamentais relacionado a caixa de areia.


Imagina um gato exigente que não gosta da comida e muda os gosto toda hora. Isso pode ser extremamente frustrante e até um pouco assustador (caso que ele se recusar a comer por vários dias).


Muitas vezes, no entanto, a curiosidade de um gatinho exigente supera seu desgosto por um alimento específico. Ou seja, se ela vir um outro gatinho comendo alguma coisa, provavelmente também vai querer comer.


Dois Gatos Limpam um ao Outro


Qual o segredo para manter um gatinho limpo? Outro gatinho!


Apesar de os gatos façam um bom trabalho em manter-se limpos com técnicas de auto-limpeza, um irmão ou uma irmã pode ajudá-los a limpar áreas de difícil acesso. A dupla pode até desenvolver uma rotina regular de cuidados de pele após as refeições ou brincadeiras.


Mas as lambidas não só serve como limpeza. Gatos usam essa técnica para estabelecer um bom relacionamento com outros gatos. Cuidar de outro gato expressa conforto, companhia e até amor.



Dois Gatos para o Preço de Um e Meio


Embora ter dois gatos signifique mais consultas veterinárias e comprar o dobro de comida, seu gatinhos também compartilham muitas coisas como caixas de areia, arranhadores, brinquedos e camas.


Importante lembrar que um gato precisa mais do que uma caixa de areia. A regra básica é uma caixa por gato (+1). Seguindo a regra, dois gatos precisam de 3 caixas, 3 gatos de 4 caixas, 4 gato de 5 caixas….


Tem outros custos que rendem muito mais se você adota dois (ou mais) gatos.


Gatos não devem sair na rua por causa dos perigos que a rua apresenta. O Patinhas Carentes, por exemplo, não doa gatos para casas, doa somente para apartamentos com redes de proteção ou possibilidade de instalar.



A instalação de redes de proteção custa dinheiro e esse investimento rende muito mais adotando gatos em dupla. Já que uma vez instalado protegerá toda a família (humanos e bichinhos).


Dito isso, o segundo gato é basicamente grátis pessoal!


Amor em Dose Dupla


Ah, os gatinhos, quanto amor esses animais carregam!



Infelizmente muitas pessoas têm a falsa crença que o gato gosta mais da casa do que do dono. Isso é uma inverdade cruel. Os amantes de gatos popularmente conhecidos com gateiros já descobriram isso a muito tempo.


Os gatinhos são muito apegados aos donos sim! Seguem os donos em toda parte na casa, gosta muito de brincar, ama receber carinho e são muito carinhosos.


Então imagina só ter esse amor em dose dupla? Que incrível que seria?


Você Salva Duas Vidas


A vida nas ruas é muito difícil e perigosa. Como já explicamos aqui em uma outra matéria, os gatos que vivem nas rua tendem a viver muito menos que os que são adotados.


Existem muitos riscos como o atropelamentos, doenças, brigas com outros animais, agressões feitas por pessoas, fome, sede e etc.


Quando adotamos um gatinho das ruas realmente estamos salvando uma vida. Sendo assim ao adotar dois gatinhos serão duas vidas salvas.



Adotando gatinhos de abrigo também ajuda muito, pois possibilita que as ONGs resgate ainda mais animais das ruas e mais vidas serão salvas com as adoções.


A Exceção à Regra


Na sua grande maioria os gatinhos interagem bem um com o outro. É uma relação benéfica para ambos.


Mas como tudo na vida existe exceção e nesse caso não seria diferente. Existem sim alguns gatinhos que não convivem bem com outros irmãos felinos e esses precisam ser filhos únicos.


Sendo assim, observe bem o seu gatinho converse com o veterinário dele para descobrir se ele pode conviver com outro gatinho. Muitas vezes esses gatinhos mostram comportamentos específicos, como ser muito territorial, que indicam que eles deveriam viver como gatinho solitário.


Antes de adotar outro gatinho vá conhecê-lo é sempre importante verificar o temperamento dele em relação os outros gatinhos. E descobrir se ele possui uma boa convivência com outros da mesma espécie.


Conclusão


Se você está pensando em adotar um gatinho, pense se não poderia adotar uma duplinha porque uma adoção conjunta traz várias vantagens.


Primeiramente, ter dois gatos não é muito mais caro do que ter um.

Dois gatinhos também trazem amor em dose dupla.


Além disso, a transição do abrigo para a nova casa fica mais fácil, os gatos fazem companhia um ao outro (então não tem problema de deixar sozinho por um curto período de tempo), eles brincam, se limpam, se amam e se mantém saudáveis tanto físico quanto emocionalmente.


E sabe o que é melhor do que salvar uma vida? Salvar duas!


Você quer conhecer nossos gatos para adoção? Venha falar com a gente sobre adoção responsável.


0 visualização
PatinhasCarentes_logo.png

Buscamos fazer do abrigo um recomeço para animais resgatados!

© 2020 by Patinhas Carentes (Vitória- ES)  |  Termo de Adoção

Concept and Webdesign - Instituto Últimos Refúgios

PatinhasCarentes_Favicon.gif