6 Maneiras de Ajudar Animais de Rua

Nem todas as pessoas podem adotar um animalzinho de rua. Às vezes por problemas de saúde, por falta de tempo, às vezes por problemas financeiros, ou até mesmo já adotou alguns animais e já não tem mais espaço para mais um.


E mesmo assim querem ajudar a causa. Pois nada mais mexe com uma pessoa que gosta de animais do que ver um cachorrinho ou um gatinho sozinho e abandonado nas ruas. É de partir o coração não poder levá-lo para casa.


Mas acalma seu coração, pois apresentaremos aqui 6 dicas de como ajudar animais de rua de forma simples mas eficiente:


Dica #1 - Alimente os Animais de Rua


Com certeza alimentar um animal de rua é uma das ações mais caridosas que uma pessoa pode fazer.


Sabemos que, infelizmente, não tem como uma pessoa sozinha alimentar todos os animais de rua. Por isso é importante cada um fazer a sua parte.


Na frente da sua casa ou prédio deixe um potinho de água e ração para os animais que vivem na região.



Leve consigo também uma sacola dentro da bolsa ou mochila com ração. Se por acaso no seu dia a dia você encontrar com um bichinho de rua ofereça comida ou água a ele e alivie a sua fome. Recomendamos que sempre carregam e utilizem uma ração para gatos, pois tanto os gatinhos tanto os cachorrinhos podem comer sem problemas.


Sabemos que muitas pessoas acham que alimentar um animal não vai resolver a vida dele. Tá certo, de fato não vai. Mas alimentando um animal você pode está salvando essa vida e o aliviando de um sofrimento terrível que é a dor da fome. Muitas vezes a refeição que você estará oferecendo será a primeira em muitos dias.



O abrigo Patinhas Carentes já resgatou animais caquéticos e desidratados a beira da morte, pois ninguém se dignou a oferecer água e comida para eles. Você pode ter certeza absoluta que seu ato faria toda a diferença para esse animalzinho!


Então não seja uma pessoa que ignora você pode fazer uma diferença sim. Alimente os animais de rua!


Dica #2 - Veja se o Animal Tem Dono


Muitas vezes as pessoas vêem um animal na rua, um cachorrinho ou um gatinho, e nem imaginam que ele possa ter dono consequentemente nem procuram saber.



Eu sei de um caso de um amigo que “resgatou” um cachorrinho pensando que ele estava abandonado precisando de resgate. Ao colocar o cachorrinho no carro saiu uma mulher de uma casa gritando “Meu cachorro, meu cachorro!” Parece que esse cachorro era acostumado a sair sozinho sem ficar muito longe da casa para fazer suas necessidades. Claro que foi devolvido na hora.


Ainda bem que essa história se resolveu logo e teve um final feliz, mas isso nos mostra que sempre é preciso verificar se o animal já tem dono.


Ao avistar um bichinho de rua converse com as pessoas da região, pergunte se aquele animal está ali há muito tempo, se eles podem saber de onde ele veio e se por acaso teria alguém da região procurando por algum bichinho.



Se tudo isso não bastar tire fotos e compartilhe. Não se esqueça de colocar a localização, pois caso ele tenha dono o dono pode acabar visualizando a sua postagem e ir ao encontro do animal.


Dica #3 - Faça uma Campanha de Adoção


Caso você tenha certeza que o bichinho realmente não tem dono faça uma campanha de adoção nas redes sócias.


Tire boas fotos do animal, compartilhe o máximo possível, peça ajuda para os seus amigos, e compartilhe nos grupos locais da região e em grupos de apoio aos animais.



Não esqueça de colocar seu contato caso que alguém tenha alguma pergunta ou quiser mais informações para resgatar ou até adotar o bichinho.


Seu empenho às vezes pode demorar um pouco, mas se realmente você estiver empenhado na sua campanha o animal terá grandes chances de ser adotado.


Dica #4 - Cuide da Saúde dos Animais de Rua


Por estar exposto aos riscos das ruas, parasitas, atropelamentos, brigas com outros animais e infelizmente agressões feitas por pessoas, os animais podem ter vários tipos de necessidades clínicas.


Claro que é muito difícil cuidar deles com todas essas adversidades, mas é possível.


Você pode dar remédio anti verme sempre que possível. É uma medicação barata e que faz toda a diferença na saúde dos animais.


Importante frisar que a medicação para verme e parasitas sempre deve ser de acordo com a espécie (gato ou cachorro). Por exemplo, se você oferecer uma medicação de cachorro para um gato você poderá levar ele a morte. Então tome muito cuidado.


Caso o animal esteja com algumas feridinhas você pode passar, sempre com muito cuidado e com as mãos limpas (se puder use luvas), soro fisiológico para higienizar os ferimentos.


Além disso, pode levar esse animal para tomar uma vacina anti-rábica no veterinário mais próximo.


Uma coisa ótima que pode evitar muitos problemas é um bom banho. Você pode dar um banho no animal com um sabonete neutro. Isso com certeza fará bem para a pele dele e também trará bem estar.



Pode oferecer uma medicação anti carrapatos e pulgas. Muitos desses medicamentos possuem ação de até seis meses. Lembrando novamente o remédio sempre deve ser direcionado para a espécie. Cachorro só toma remédio de cachorro e gato só toma remédio de gato.


Uma medida muito importante não só para a saúde do indivíduo mas sim para todos os animais de rua é a castração. A castração evita o aumento da população de animais de rua e com isso controlamos a raiz do problema.


É importante salientar aqui que o método mais seguro para evitar os nascimentos não desejados é a castração. O uso de contraceptivos injetáveis são extremamente prejudiciais, podendo causar até câncer entre outros problemas de saúde.


Então agora que sabemos a importância da castração e seus benefícios vamos a importante dica. Se possível leve os animais de rua que vivem nas proximidades da sua casa para um veterinário de confiança castrar.


Para essa dica é importante destacar que você precisa se sentir capaz de cuidar do animal no pós cirúrgico ok? Por favor não leve o animal para castrar e logo em seguida retorne com ele para as ruas.


O veterinário que castrou o animal vai te dar todas as orientações de cuidado, siga todas as riscas. Você precisará dar lar temporário para esse indivíduo pelo menos por duas semanas (mais em seguida), então se programe certinho.


Todas essas ações fazem toda a diferença na saúde dos animais. Caso você possa realizar alguns desses cuidados já será um alívio para eles.


Dica #5 - Arrume um Lar Temporário


Infelizmente você não pode adotar todos os animais de rua. Mesmo querendo muito! Mas uma boa alternativa e que ajuda muito e dar lar temporário.



Disponibilize o seu lar por um tempinho, você pode também fazer um revezamento com os seus amigos e criar um grupo de lar temporário.


Cada pessoa fica com o animal por alguns dias e com isso quem sabe alguém do grupo se encante pelo bichinho e o adote. Ou vocês podem conhecer ou achar alguém que queira adotar o animal.


Dando lar temporário você pode ajudar vários animais a serem adotados.


Dica #6 - Apadrinhe um Animal de um Abrigo


Sabemos que o poder público não tem muitos projetos de apoio aos animais de rua. Sendo assim o trabalho das ONGs de animais se tornam ainda mais essenciais.


Contribua com o trabalho dos abrigos e apadrinhe um cachorrinho ou um gatinho.


Ajudando financeiramente e mensalmente as ONGs terão condições de ajudar cada vez mais os animais de rua. Os abrigos terão condições de fazer mais resgates, comprar ração, medicamentos essenciais, pagar veterinários, pagar tratamentos veterinários, cirurgias, comprar material de limpeza, etc.


Contribua com essas ONGs e assim consequentemente ajude muitos animais de rua!


Conclusão


Aí, foram várias dicas práticas para ajudar os animais de rua.


Elas vão desde dicas simples como alimentar um animal de rua, dar um banho, fazer uma campanha de adoção, até dicas mais complexas como oferecer medicamentos, dar lar temporário e, caso a pessoa se sinta apta a cuidar do animal no pós cirúrgico, levá-lo a um veterinário de confiança para castrá-lo.


Com essa matéria queremos deixar um importante recado!


O abandono da população de animais de rua é a responsabilidade não só do poder público mas também da sociedade. E se a sociedade se conscientizar disso e cada cidadão fizer a sua parte cobrar do poder público que faça a parte dela podemos ter certeza que conseguiremos ajudar milhares de animais.


O Patinhas Carentes conta com a ajuda de vocês para mudar a realidade do nosso país. Não espere o outro fazer, faça você mesmo!



Você pode achar que não vai poder ajudar muito mas acredite juntos somos mais e certamente você salvaria pelo menos uma vida!


Esperamos que essa matéria sirva de incentivo e meio de informação.

Gostou das dicas? Compartilhe nossa matéria com seus amigos nas redes sociais!


175 visualizações
PatinhasCarentes_logo.png

Buscamos fazer do abrigo um recomeço para animais resgatados!

© 2020 by Patinhas Carentes (Vitória- ES)  |  Termo de Adoção

Concept and Webdesign - Instituto Últimos Refúgios

PatinhasCarentes_Favicon.gif